5.2.13

A Casa dos Espíritos

Gente, uauuu! Que livro!

Não é à toa que A Casa dos Espíritos, da Isabel Allende, publicado em 1982, entrou para a lista de livros clássicos! Com certeza esta obra jamais irá morrer!

Eu sempre fui fã do filme, lançado em 1993, que possui Meryl Streep no papel de Clara e Winona Ryder como Blanca, filha de Clara. Já perdi as contas de quantas vezes assisti ao filme! Mas o livro é infinitamente superior!

Vários personagens do livro, que são fundamentais na história, não existem no filme. É possível dizer que o filme é um pequeno resumo da obra de Allende.
Então, mesmo você tendo assistido ao filme, pode ler a obra sem medo. Pois, irá se surpreender!

O livro narra a história da família Trueba, no período de 1905 a 1975, no Chile.

Durante a trama, nos deparamos com a brutalidade da revolução que ocorre no país, que culmina com a derrubada do presidente Salvador Allende, bem como, diversos outros fatos históricos ocorridos no Chile nesse período.

O livro é de realismo fantástico, gênero literário que mistura fantasia com realidade. Assim como nos livros do Gabriel García Márquez, autor que Allende admira com grande afinco e se inspira para criar alguns de seus livros.
Se você já leu Cem Anos de Solidão, do Gabriel García Márquez, irá notar algumas semelhanças entre as duas obras.

A Casa dos Espíritos divide-se em várias histórias, seguindo a trajetória das várias gerações da família Trueba.

Primeiramente, temos a infância de Clara, uma menina clarividente, e de sua irmã Rosa, que possui um rosto angelical e longos cabelos verdes.

Clara, além de conversar com espíritos, tinha o dom de prever o futuro e mover objetos com a mente. E é ela que, com o passar dos anos, acaba casando-se com Esteban Trueba, um latifundiário, de gênio forte.

Os capítulos são narrados de forma intercalada pelos personagens. Por alguns momentos, é Clara quem narra a história e, em outros, é Esteban, fazendo com que tenhamos um panorama completo da vida de ambos.

Do casamento de Clara e Estaban, nascem três filhos. Dentre eles, Blanca, uma menina que irá desafiar o genioso pai em prol de seu grande amor chamado Pedro.

No decorrer da história, nos deparamos com grandes conflitos familiares e políticos. Filhos de esquerda, pai de direita e muita briga em vista disso. Os três filhos do casal são muito diferentes uns dos outros, com jeitos peculiares e com muita história de vida para contar!

Com o passar dos anos, Blanca engravida e, assim, nasce Alba.

Alba, ao contrário do que acontece no filme, é uma das principais personagens da trama. Pois, é ela quem desafia autoridades durante a grande revolução, é corajosa, determinada e, devido a esse seu gênio forte, acaba se envolvendo em uma grande confusão política.

Além disso, é Alba quem tem a coragem de desafiar o seu avô Esteban Trueba a todo momento. Enquanto todos tem medo de Trueba, ela o enfrenta e, ao mesmo tempo, nutre um grande amor por esse seu avô rabugento.

Esta é uma obra difícil de escrever uma resenha à altura, pois os personagens são todos muito bem desenvolvidos, inclusive os secundários, e a trama é complexa, envolvendo realidade com fantasia.

São várias gerações da família Trueba que nos chocam e encantam. Você se apaixona por diversos personagens no decorrer da leitura e fica triste quando o livro chega ao fim. Pois, você se dá conta de que finalmente chegou o momento em que você e esses personagens tão reais e maravilhosos irão se separar.

Este livro não é para qualquer tipo de leitor! Pois, além de ser voltado ao público adulto, é o tipo de livro para ser lido sem pressa e degustado como um belo vinho chileno.

Enfim, se você gosta de histórias envolventes, muito bem escritas, contendo romance, drama, fantasia, fatos históricos e personagens que pertencem a várias gerações de uma mesma família, A Casa dos Espíritos é leitura obrigatória!

Super indico! Entrou para os meus favoritos!!!

Avaliação:



Skoob:
http://www.skoob.com.br/livro/896-a-casa-dos-espiritos

Sinopse:
Bestseller internacional considerado pela crítica um clássico da literatura latino-americana, "A Casa dos Espíritos", romance transcendental de Isabel Allende, conta a saga da turbulenta e numerosa família Trueba, do Chile, com o seu patriarca angustiado e suas mulheres clarividentes. Trata-se de uma narrativa vertiginosa que se alimenta de si mesma e parece tender ao infinito. É no seu desfecho que se alcança o efeito trágico da obra cujo limite não é o esgotamento das narrativas, mas um golpe de Estado que metamorfoseia as narrativas em sangue nas sarjetas e as palavras em silêncio. Num panorama da história chilena que vai de 1905 a 1975, desfilam personagens como Esteban Trueba, latifundiário e senador; Clara, sua mulher clarividente e Alba, sua neta, jovem, socialista e, portanto adversária do patriarca e de seus cúmplices. 
Trailer do filme:


Comprem pipoca e não percam esse filmão gente! :D

Até a próxima!!

22 comentários

  1. Ai, ai Angélica, sempre que leio suas resenhas sobre livros que para mim eram totalmente desconhecidos, fico encantada. Além da forma apaixonada como você fala deles, parece que há uma complexidade enorme por trás de cada página. Espero poder ler, dentre tantos outros.

    ResponderExcluir
  2. Que ótima resenha Angélica! Eu não conhecia o livro e lendo sua resenha, fiquei encantada com A Casa dos Espíritos, que promete ser uma obra marcante, totalmente diferente dos que vemos hoje em dia. Acho que vou procurar lê-lo em breve =D.

    Então, também não li do Clive Cussler, estou ansiosa para poder conhecer as obras deles (já participe até de promoções para ver se ganho, rsrs), que me parecem serem ótimas, com um bom romance policial, se você ler antes em conta o que achou ta?

    Bjs

    daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  3. ótima postagem!! Acho que minha mãe que vai curti esse livro, acho que ela já viu o filme.
    Bjs

    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi angélica, este livro é um clássico da literatura chilena. Uma maravilha! Ainda não o li, mas fico feliz por você já ter lido. Eu tenho um aqui comigo e só falta tirar da estante, e começar a ler. Sem vinho, principalmente chileno, assim eu durmo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi angélica, este livro é um clássico da literatura chilena. Uma maravilha! Ainda não o li, mas fico feliz por você já ter lido. Eu tenho um aqui comigo e só falta tirar da estante, e começar a ler. Sem vinho, principalmente chileno, assim eu durmo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Juro que olhei pra esse livro ontem na minha estante e peguei BELO DESASTRE!
    Mas será rápida a leitura e daí parto pra esse!
    Resenha genial a tua, me instigou demais!

    ResponderExcluir
  7. Olá, voltei pra te pedir que passe lá no blog hj se puder!
    Tem um texto especial que eu queria divulgar!
    Se voce gostar e puder, compartilhe nas suas redes por favor! Bjs... valeu!

    ResponderExcluir
  8. Oi Angélica, tudo bem flor?
    Tenho muita vontade de ler esse livro. Ele parece ser o tipo de livro simplesmente inesquecível. E a sua resenha simplesmente atiçou ainda mais a minha vontade de lê-lo.
    Abraços,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
  9. É um livro incrivel, deu-me vontade de reler.

    ResponderExcluir
  10. Eu não cheguei e ler o livro, vi apenas o filme que é muito bom.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia
    Mas parece ser tão emocionante e lindo

    Beijos
    @pocketlibro
    pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Eu não li o livro, mas o filme já é muito bom, o livro deve ser um espetáculo.

    ResponderExcluir
  13. Assisti o filme umas 3 vezes já e adorei, e se você está falando que o livro é melhor ainda vou ter que ler.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Assisti esse filme a muito tempo mas nunca esqueci é um dos meus favoritos, não li o livro mas iria amar..

    ResponderExcluir
  15. Nossa, que delícia! Parece ser um livro incrível *-* Eu nunca assisti o filme, acredita?!
    Sabendo que o livro é tão bom assim, fiquei morrendo de vontade de lê-lo - eu ainda não tive a oportunidade de ler nada dessa autora.

    Beijos,
    Nanie

    ResponderExcluir
  16. Eu não o conhecia, tentarei encontrar na biblioteca da cidade. Acho muito interessante o assunto tratado no livro e tua resenha me deixou com mais fascínio. Obrigado!

    ResponderExcluir
  17. Olá.
    Ainda não conhecia esse livro, mas parece ser bem interessante. Que bom que gostou tanto :) Adorei a resenha.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  18. Que bom ver esse livro por aqui, Angélica!
    Eu vi o filme quando lançaram, ou seja, faz muuuuuuuito tempo. Mas lembro que gostei bastante. Esse livro está entre os que quero ler para o DL2013. Ah... adorei saber que tem um toque de 'Cem Anos de Solidão', um dos meus livros favoritos.
    bjo

    ResponderExcluir
  19. Oie Angel
    não conhecia o livro, mas uau, sua resenha foi tão empolgante e instigante que já estou procurando dele pra comprar.Pena que não posso tomar um vinho por causa da minha baby rs
    bjos

    ResponderExcluir
  20. Oi Angélica! Já li várias coisas a respeito de "A Caso dos Espíritos", e parece um livro bem complexo.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  21. Gostei muito da tua resenha, adorei os fatores que parecem contribuir para que o livro seja tão bom!
    Já escutei minha mãe falar do livro/filme mas nunca dei muita bola e sempre imaginei que o filme fosse de terror. (vergonha de mim)
    Com certeza quero lê-lo, vou até salvar no Skoob para não esquecer da listinha.
    O filme fica para depois da leitura do livro.
    Beijo e bom findi!

    ResponderExcluir
  22. Oi, Angélica!
    Já li o livro A Casa dos Espíritos,iuma viahgem a uma época tão turbulenta.
    Já li também Cem Anos de Solidão, do Gabriel García Márquez, e assisti o filme A Casa dos Espíritos.Isabel Allende,é uma das minhas escritoras favoritas ela é intensa,suas obras são emocionantes, marcada pela ditadura no Chile até trágicas e auto-biográfica como o livro Paula sobre a filha falecida.
    No filme a família Trueba é contada, várias gerações,momentos de família,a questão da clarividência,tragédias,ditadura...
    O filme é um clássico com atuações maravilhosas de: Meryl Streep,Jermy Irons,Glenn Close,Vanessa Redgrave,Maria Conchita Alonso,Antonio Banderas, Winona Ryder

    ResponderExcluir

Comente, participe dos bate-papos que rolam por aqui!!

Últimos Instagrams

© Pensamento Tangencial. Design by FCD.