7.3.13

A Resposta

Oi gente!

Finalmente a minha vida está normalizando. Ficar sem internet é triste!
Hoje vou escrever sobre um livro que achei muito bacana, A Resposta, de Kathryn Stockett.

Já no início da leitura, você se encanta com o livro. Pois, a narrativa da autora é muito gostosa!

A história se passa em 1962, em Jackson, uma pequena cidade localizada no Mississipi. Época em que os direitos civis nos Estados Unidos estavam começando a ganhar forças e a população negra ainda sofria muito com o preconceito e a exclusão.

Durante a história, conhecemos três mulheres diferentes: Eugenia Skeeter, Aibileen e Minny.

Skeeter é uma jovem, de 24 anos, recém-formada, doida para iniciar sua carreira de escritora! Mas, enquanto o seu sonho não se realiza, ela mora com os pais em Jackson e escreve uma pequena coluna sobre cuidados domésticos em um jornalzinho local.

Skeeter sente muitas saudades da empregada doméstica que a criou chamada Constantine. Quando Skeeter foi para a faculdade, Constantine sumiu de sua vida. Ela nunca soube o que aconteceu com a empregada da família, já que sua mãe guarda em segredo o destino que Constantine teve. Porém, Skeeter não irá desistir até obter a resposta para a sua inquietação.

Apesar de Skeeter ser uma garota otimista, alto astral e contra discriminação racial, o seu círculo de amizades é exatamente o oposto dela.
Com o passar dos dias, Skeeter começa a se cansar de ver as empregadas serem discriminadas e tratadas extremamente mal por suas patroas brancas. E é através dessa revolta que surge uma ideia que poderá colocar a sua liberdade em risco: escrever um livro sobre as relações entre as empregadas negras e as suas patroas brancas.
Porém, para o livro poder ser escrito, ela necessitará de algumas empregadas para entrevistar e conseguir os relatos. E é assim que Skeeter chega até Aibileen e Minny.

A partir daí, a história começa a ser narrada pelas três personagens tornando a leitura dinâmica.
A sensibilidade da autora é incrível! Realmente parece que são três mulheres diferentes falando sua história. Pois, a autora, conseguiu tornar cada uma das personagens pessoas singulares e muito reais.

Tanto Aiblileen quanto Minny, narram histórias de cortar o coração. Mas, ao mesmo tempo, tem algumas partes que são hilárias!
É impossível você não se apaixonar por essas três mulheres! Skeeter divertida, atrapalhada e otimista; Aibileen reservada e carinhosa; Minny de personalidade forte, do tipo que não leva desaforo para casa.

Quando você chega ao fim do livro fica com aquela sensação de saudade...

Enfim... A Resposta é um livro comovente que retrata a questão do racismo com delicadeza e realismo. Além de possuir uma trama emocionante e envolvente, o livro é uma bela aula de História.

Recomendo a todos que apreciam um bom livro! :)

Avaliação:



Skoob:

Sinopse:
Uma história de otimismo ambientada no Mississippi em 1962, durante a gestação do movimento dos direitos civis nos EUA. 
Eugenia Skeeter Phelan acabou de se graduar na faculdade e está ansiosa para tornar-se escritora, mas encontra a resistência da mãe, que quer vê-la casada. Porém, o único emprego que consegue é como colunista de dicas domésticas do jornal local. É assim que ela se aproxima de Aibellen, a empregada de uma de suas amigas. Em contanto com ela, Skeeter começa a se lembrar da negra que a criou e, aconselhada a escrever sobre o que a incomoda, tem uma ideia perigosa: escrever um livro em que empregadas domésticas negras relatam o seu relacionamento com patroas brancas. 
Mesmo com receio de prováveis retaliações, ela consegue a ajuda de Aibileen, empregada que já ajudou a criar 17 crianças brancas, mas chora a perda do próprio filho, e Minny, cozinheira de mão cheia que, por não levar desaforo para casa, já esteve por diversas vezes desempregada após bater boca com suas patroas. Uma história emocionante e estarrecedora onde a cor da pele das pessoas determina toda a sua vida. Um livro que, devido ao seu tema, chegou a ser recusado por quase sessenta editoras antes de ser publicado. 

A história ganhou adaptação para o cinema, no Brasil com o nome Histórias Cruzadas. O filme foi indicado ao Oscar em 2012 na categoria melhor atriz, melhor atriz coadjuvante e melhor roteiro adaptado.

Trailer do filme:


Obs.: ainda não assisti, por isso não fiz comparações. Mas, pelo trailer, parece ser bem fiel ao livro. ;)

Se eu não passar por aqui amanhã - o que é bem provável - bom fim de semana a todos!! \o/ Uhuuu!

13 comentários:

  1. Oi Angélica!

    Assisti o filme e amei. Realmente a trama é comovente, mas com algumas nuances engraçadas.
    Estou bem interessada com o livro, afinal o filme só dá um gostinho da trama, rsrs.

    Bjo!

    ResponderExcluir
  2. Oi Angélica!
    Já assisti ao filme e o achei muito bom e imagino que o livro seja melhor ainda. Achei a história muito comovente e belíssima, e estou muito ansiosa para ler o livro. Adorei a resenha, ficou ótima!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Angélica,

    Já assisti ao filme e gostei imensamente. O livro consta na minha lista a bastante tempo, aguardo ansioso pela oportunidade de lê-lo. Esse parece ser o tipo de livro que contem os ingredientes necessários para conquistar o leitor.

    abraços
    Juan - sempre-lendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. oii Angélica!

    nunca tinha ouvido falar deste livro, mas deve ser realmente muito bom.
    fiquei curiosa pra saber o que houve com Constantine... vou procurar pra ler

    megaa bjoo
    ;**

    ResponderExcluir
  5. Esse livro é incrível. Achei fantástica a forma como a autora conseguiu distinguir perfeitamente cada personagem. Mesmo sem ver seus nomes eu sabia quem estava falando. Assisti ao filme e gostei bastante da adaptação, eles conseguiram ser fieis na medida do possível o que é grande coisa em se tratando de adaptações. Tem até sobre o bolo especial de Minny, rs.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  6. Oi amiga, eu peguei esse livro pelo plus ano passado, mas ainda não li. Agora lendo sua resenha fiquei louca pra ler. Parecer ser um histórico e eu adoro, mas também gosto muito quando uma narrativa tem mais de um narrador.
    Mas sabe, fora os problemas e coisa e tal, eu resolvi que este ano vou terminar todas as minhas séries iniciadas como também iniciar outra urgente, A GUERRA DOS TRONOS. Preciso ler logo tudo aquilo, kkk comprei a 1a temporada e adorei muito. Mas agora o meu tempo está cada vez menor e eu não sei como fazer. Só resta seguir em frente, né?
    Adorei sua resenha, beijos

    ResponderExcluir
  7. Só vi o filme e fiquei com muita vontade de ler, é uma história fantástica mesmo!

    Luciana
    Folhas de Sonhos artesanatos

    ResponderExcluir
  8. Só li elogios sobre ele e tenho bastante vontade de ler, como gosto de história e sempre me comovo com histórias sobre racismo acho que vou gostar, só não sei quando vou conseguir ler...que triste.
    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Oi Angélica!

    Tantas resenhas elogiando esse livro! Fico cada vez mais ansiosa para lê-lo. Desde agora tenho a impressão que ele é o tipo de leitura marcante, que deixa o leitor cativado ao extremo. Eu gosto bastante dessa edição coma a capa do filme, a versão original não me atrai muito. Espero pode compra-lo em breve, de preferência em alguma promoção haha.

    Beijos!
    Brenda Lorrainy
    cataventodeideias.com

    ResponderExcluir
  10. Oi flor,
    Quando comecei a ler sua resenha pensei em já ter visto um filme com esse tema e pois e depois eu vi que realmente ter visto. Realmente e bem interessante nem sabia que tinha um livro agora posso procurar mais.
    Bjss
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Eu amo esse livro, é uma grande inspiração para qualquer pessoa. A escrita, os personagens, as emoções, tudo está em sintonia. Um dos meus favoritos!

    ResponderExcluir
  12. O livro é muito melhor que o filme! Que bom que vc gostou da minha dica!!!!

    Saudades dos papos literarios!!!

    Beijooos

    ResponderExcluir
  13. Que bom que vc gostou do livro!!!! É muito melhor que o filme!

    Amo demais!

    Saudades dos papos literarios!

    beijos

    ResponderExcluir

Comente, participe dos bate-papos que rolam por aqui!!