21.5.13

A Irmandade das Calças Viajantes

Aiiin gente, que livro fofo e gostoso de ler!
Sabe aquele tipo de leitura que flui de maneira prazerosa, fazendo com que você fique louca (o) para chegar em casa logo só para poder ler mais um pouquinho? Este é o livro!

A Irmandade das Calças Viajantes, de Ann Brashares, retrata a amizade entre quatro garotas que possuem entre 15 e 16 anos. Elas são inseparáveis desde que nasceram! Em vista disso, começam a sofrer ao se dar conta que irão passar o verão inteiro separadas. Pois, as férias da escola estão chegando e cada uma delas irá viajar para um lugar diferente. Com exceção de Tibby, que conseguiu um trabalho em uma loja de conveniência durante o verão e, então, ficará em casa com a sua mãe.
Lena irá viajar com a sua irmã Effie para a Grécia; elas irão visitar os seus avós. Já, Bridget, vai para uma colônia de esportes (uma colônia de férias em que o foco é as meninas esportistas) localizada no México. E Carmem irá para a Califórnia visitar o seu pai, que é divorciado de sua mãe desde os seus nove anos de idade.
Mas, antes de partirem rumo a seus destinos, as meninas bolam um plano para manterem-se unidas e informadas quanto ao verão uma das outras. Elas pegam uma calça que foi comprada por Tibby em um brechó e decidem que a calça também irá viajar. Combinam que a calça ficará duas semanas com cada, sendo que deverão registrar nela o momento mais significativo que tiveram ao usá-la.
Além disso, elas chegam à conclusão de que dez regras deverão ser seguidas. Mas você só saberá quais são elas lendo o livro. :p
Depois de tudo decidido, as meninas fazem o ritual da irmandade em meio a velas em uma academia antiga (que invadem escondidas sempre que precisam realizar algum ritual...).
Então, o tão aguardado dia chega, elas viajam e, assim, começa a aventura.

Carmem é uma das que tem uma grande e desagradável surpresa ao visitar o seu pai... Bridget se apaixona loucamente por um instrutor da colônia de férias e apronta poucas e boas. Lena acaba entrando em uma grande enrascada na Grécia devido a um garoto. E Tibby, em seu trabalho, conhece uma menina de dez anos que mudará a sua vida para sempre.

Cada capítulo traz um pouco do cotidiano das quatro meninas.

A narrativa da autora é tão boa que, em pouco tempo, você consegue identificar claramente qual das quatro meninas está narrando a história. Pois, cada um delas tem um jeitinho peculiar de ser.
Além disso, a autora é sensibilidade pura! Você se diverte e se emociona durante a leitura!

Em resumo, é um livro que trata sobre amizade, relações familiares, amores, perdas e descobertas. Apesar de ser voltado ao público adolescente, emociona e conquista as “marmanjas” de plantão! :D

Eu adorei a leitura! Emocionei-me por diversas vezes! Chorei, ri e torci por cada uma das garotas! E fiquei doida para ler a continuação! – São quatro livros ao total.

Indico esta leitura a todos que estão em busca de uma história fofa, sensível e, também, àqueles que ainda acreditam e valorizam a amizade verdadeira. Super recomendo!

Avaliação:


Skoob:

Sinopse:
Nada no mundo pode separá-las. Tibby, Carmen, Bridget e Lena são amigas de verdade. Companheiras, cúmplices, confidentes. E a amizade delas, ao que tudo indica, não é pura coincidência. Pode ter acontecido antes mesmo de nascerem, afinal vieram ao mundo em um intervalo de dezessete dias de diferença entre uma e outra. Não é mesmo muita coincidência?
Pela primeira vez, porém, as quatro adolescentes iriam passar o verão separadas. Carmen visitaria o pai na Carolina do Norte. Lena e a irmã ficariam duas semanas na Grécia com os avós. Bridget iria para uma colônia de férias. Tibby tinha escolhido ficar em casa mesmo e começar a trabalhar em uma farmácia. Definitivamente, este seria o verão mais longo de suas vidas.
As quatro decidiram, então, fazer um pacto, ou inventar um código, um elo que as unisse enquanto estivessem viajando. E encontraram a solução num velho jeans comprado no brechó, surrado e desbotado. Aquelas calças que eram tudibom, transformaram-se num símbolo de amizade e passaram a pertencer às amigas igualmente. Surgia, assim, a Irmandade das Calças Viajantes, com direito a cerimônia secreta, juramento e dez mandamentos básicos para o uso do jeans.
Como as Calças, cada leitor será convidado a viver etapas determinantes, momentos intensos, grandes provas, problemas, decepções, emoções, sofrimentos, descobertas, revelações, lado a lado com Tibby, Carmem, Bridget e Lena. As narrativas das quatro protagonistas se entrelaçam para descrever um verão depois do qual tudo será diferente.

Quanto ao filme, que se chama "Quatro amigas e um jeans viajante", achei muitooo parecido com o livro!
É uma ótima adaptação! Porém, gostei mais do livro. Pois, a autora consegue mexer mais com os nossos sentimentos no decorrer das páginas do que a telona...
Mas, de qualquer forma, é um filme leve, estilo sessão da tarde, que vale a pena ser assistido!



Para as (os) curiosas (os), segue o trailer abaixo:
* Não encontrei legendado. :/


Amanhã eu volto para responder os comentários e retribuir as visitas. :)
Agora o cansaço está batendo forte... :s Até amanhã pessoal!

3 comentários:

  1. Nossa, antes de comentar aqui já adicionei no skoob! Fiquei bem animada com a leitura! Valeu a dica! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Angélica, eu sempre vejo comentários tão animados sobre essa série que até me deixa curiosa, mas sabe que eu não me animava muito porque não curti tanto o filme? Se tiver oportunidade de comprar os livros juntos tentarei ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Acredita que ainda não assisti ao filme?
    Gostei da premissa e se tiver uma oportunidade o lerei.

    Bjo!

    ResponderExcluir

Comente, participe dos bate-papos que rolam por aqui!!