17.7.14

Festa no Covil

Nossa, já se passaram 10 dias?!
O tempo está passando muito rápido!! Não deu tempo nem de eu retribuir as visitas. O.o Mas respondi os comentários no post. Então, se você comentou o post anterior, dê uma espiada. ;)

Este é o segundo livro que leio do Juan Pablo Villalobos e, assim como o outro, Se vivêssemos em um lugar normal (mini resenha aqui), entrou para os meus favoritos.

A narrativa do autor é extremamente envolvente e viciante! O seu toque de sarcasmo e humor negro conquistam o leitor nas primeiras páginas!

Festa no Covil é um livro pequeno, com apenas 88 páginas, que você lê em uma tacada só! Pois, não consegue largá-lo enquanto não chega ao fim.

A história é sobre um menino, chamado Tochtli, filho de um traficante mexicano muito rico, que não tem mãe, dono de uma imensa coleção de chapéus e, conforme o autor, precoce para a idade.

"Algumas pessoas dizem que eu sou precoce. Dizem isso principalmente porque pensam que sou pequeno pra saber palavras difíceis. Algumas das palavras difíceis que eu sei são: sórdido, nefasto, pulcro, patético e fulminante." (página 9)

Esse é o primeiro parágrafo do livro e, pelas palavras que o menino utiliza, já podemos imaginar o que nos espera nas próximas páginas...

Um cotidiano inusitado composto por  situações e pessoas nefastas, sórdidas e até mesmo patéticas. 

Um pequeno príncipe do narcotráfico, que vive isolado em uma mansão, repleta de quartos proibidos de serem entrados, que sonha em ter um hipopótamo anão da Libéria e nos diverte com suas sacadas inteligentes e bem-humoradas.
Um pai, que é como um rei, que lhe dá tudo. Contudo, não permite que o chame de pai. Um professor, de imagem dúbia, que sonha em se mudar para um local isolado e se tornar escritor.

Festa no Covil não é um livro fácil de definir.
Uma história adulta, contada pelo ponto de vista de uma criança, que nos remete a momentos de inocência e reflexão. Um livro fininho, mas com muito conteúdo!

Enfim... Uma leitura que SUPER RECOMENDO!

Avaliação:



Skoob:
http://www.skoob.com.br/livro/218579

Sinopse:
O romance de estreia de Juan Pablo Villalobos é surpreendente em muitos sentidos. Breve e incisivo ao revelar a face mais violenta da realidade (não apenas)mexicana sob uma ótica insólita, entra no cânone da narcoliteratura sem ceder aos tiques próprios do subgênero. Em 'Festa no Covil', a vida íntima de um poderoso chefe do narcotráfico , Yolcault, ou "El Rey" é narrada pelo filho. Garoto de idade indefinida, curioso e inteligente, o pequeno herói, que vive trancado num "palácio" sem saber a verdade sobre o pai, reconta sem filtros morais o que presencia ou conhece pela boca dos empregados ou pela tevê. Seu passatempo é investigar secretamente os mistérios que entrevê, colecionar chapéus e palavras difíceis e pesquisar sobre samurais, reis da França e animais em extinção, sempre com o auxílio de seu preceptor, um escritor fracassado egresso da esquerda. 

Até o próximo post pessoal!! ;)

Um comentário

  1. já tinha lido o título desse livro, mas nunca um comentário sobre. fiquei muito curiosa! vou colocá-lo na minha lista do skoob. ainda mais que é uma leitura diferente e curtinha, parece perfeita pra uma tarde desse provável final de semana de chuva. (:

    p.s.: a capa do livro é linda! amo esse contraste de vermelho e preto.

    beijo,

    Ana Szevcynski

    ResponderExcluir

Comente, participe dos bate-papos que rolam por aqui!!

Últimos Instagrams

© Pensamento Tangencial. Design by FCD.