13.4.17

Série 13 Reasons Why (Os Treze Porquês)

Eis uma série que merece um post: 13 Reasons Why


Há anos vejo comentários e mais comentários sobre o livro que deu origem à série, e que possui o mesmo nome, escrito por Jay Asher.

Contudo, o livro nunca me atraiu. Pois, suicídio é para mim uma temática muito pesada. E um livro que, além de abordar esse assunto, possui uma protagonista de 17 anos que se mata e deixa 13 fitas K7 explicando os porquês parecia algo mais pesado ainda.

Mas ao ver tanto burburinho na internet devido à série recém lançada pelo Netflix, não resisti e me rendi às 13 Razões.

Gente, que série é essa?! 

Uma série muito bem feita, com personagens que nos comovem e com uma trama que nos tira do sério.
A cada episódio, uma fita. A cada fita, o coração fica mais apertado.
A série me deixou angustiada do início ao fim. E o mistério que envolve os protagonistas das fitas, faz com que você fique completamente viciado nos episódios! Você só consegue parar de assistir quando descobre tudo o que aconteceu.


Não vou abordar aqui as razões de Hanna para fazer o que fez, pois cada um lida com o sofrimento de uma forma diferente. O que é banal para alguns, é muito para outros. Não se mede dor e nem a forma como cada um lida com os problemas. E ainda tem o fator genético nisso tudo...

Mas uma parte que me tocou muito foi um episódio em que todos os protagonistas estão com problemas e todos os pais perguntam “meu filho você está bem? Quer conversar? Precisa me contar alguma coisa?” e todos negam. Nenhum aceita se abrir e conversar, ficando fechado em seu mundinho de sofrimento. 

Foi justamente esse episódio que me fez refletir e me lembrar da minha adolescência, onde tudo era muito intenso e por mais que eu tivesse uma mãe amorosa e aberta a conversar, eu não conversava com ela. Eu também ficava em um mundinho meu e dividia as descobertas e sofrimentos apenas com as amigas.

E como são sutis esses momentos… É incrível como passa desapercebido pelos pais quando os filhos estão em sofrimento.
Mas são os pais que são desatentos? Muitas vezes, não. Os filhos é que sabem disfarçar muito bem. Além disso, não querem levar problemas para os pais…


A adolescência é uma fase maravilhosa, que pode se tornar um tormento. Momentos de mudanças, crescimento, novas responsabilidades, relações amorosas, escolha da profissão e o tão temido bullying. A necessidade de ser aceito, de pertencer a um grupo… Alguns tem um preparo melhor para enfrentar tudo isso e uma maior resiliência. No entanto, tem outros que lidam com as emoções de forma diferente e que acabam tomando medidas extremas para "encerrar" com o sofrimento.

Enfim… Eu não posso falar muito sobre a série porque é envolta em uma cortina de mistérios e vários segredos. Então não vou arriscar a falar algo que não posso para vocês. Mas o que eu posso dizer é: assistam a essa série! E tenham o coração forte, porque vão precisar.

13 Reasons Why não é uma simples série adolescente. É uma série que toca a alma, que angustia e que aborda assuntos extremamente delicados que precisam ser falados.

Quem assistiu o que achou?
Grita aí!!

5 comentários

  1. Estou adiando, mas quero ver tb. Eu queria saber um pouco mais do livro, tipo, se o escritor conheceu a menina, se era alguém com quem ele conviveu, pq ele resolveu escrever, mas não acho informações desse tipo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Re! Pois é... eu também não sei essas informações. Se você descobrir, me conta!! :D Beijos!

      Excluir
  2. Guria... Que mundo pequeno! Acreditas que eu gostaria de falar sobre essa série hj contigo? Como ainda tenho os dois últimos episódios para ver, não li o post até o final, para evitar pegar um spoiler... (Acho que estou tão medrosa - e precavida - quanto a esses últimos episódios quanto o "Clay" para ouvir os últimos tapes)...
    De fato, o tema vai muito mais além de uma série adolescente.
    Para meu próprio espanto, aprovei e tirei o chapéu! Barbaridade, tche!

    ResponderExcluir
  3. Angel, acabei ontem de ver a série, aos trancos e barrancos! O cara tem que ter o coração forte mesmo para aguentar o tranco... O último episódio foi de matar (literalmente)!!!!!
    Vou te confessar algo, comecei escrevendo sobre a série aqui, mas meu "comentário" ficou tão grande que ele acabou virando um post no Boutique WTF!... Acho que eu não sei mais comentar em blogs. Fico confusa! Tento comentar o post, e acabo eu mesma fazendo um, hahahaha
    De qualquer forma, eu tb acho que essa série merece mesmo ser falada!
    PS1: Vou pegar tua indicação e ver o The fall, que não vi ainda, não!
    PS2: Já visses "The slap"? (mas a versão orig. australiana, pois tb tem um remake americano que não vi)... Só 1 temporada com 8 episódios! Muitoooooo boa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, bem pesado mesmo! Não é uma série legal para quem não está muito bem no momento. Pois, é muito angustiante. Em alguns momentos, eu tive muita raiva de Hanna por ser tão "bunda mole", ficar se preocupando com opinião alheia e ser tão passiva diante às situações. Sem falar nas infinitas possibilidades em que ela teve para conversar, mas acabou investindo nas pessoas erradas. Se fosse eu, mandaria todo mundo se danar e era isso!
      Mas cada um é cada um... e adolescente é foda. Age muito por impulso e leva tudo o que acontece muito a sério... Vive com muita intensidade... Realmente é uma série que dá muito pano para manga!

      Eu também estou com esse problema! Deves ter notado devido aos "pequenos" comentários que deixei em teu blog... Hehehe E agora mesmo acabei de criar outro post aqui!! Haha
      Ainda não assisti The Slap. Vou procurar!! Obrigada pela dica! :D

      Excluir

Comente, participe dos bate-papos que rolam por aqui!!

Últimos Instagrams

© Pensamento Tangencial. Design by FCD.